Sigilo da CARTA CAPITAL

.

 

 

CartaCapital que está nas bancas traz reportagem de Leandro Fortes que vai calar o Zé Baixaria e seus auto-falantes do PiG (*).

Por 15 dias no ano de 2001, no governo FHC/Serra a empresa Decidir.com abriu o sigilo bancário de 60 milhões de brasileiros.

É isso mesmo o que o amigo navegante leu: a filha de Serra abriu o sigilo bancário de 60 milhões de brasileiros por 15 dias durante o governo FHC/Serra.

A Decidir.com é o resultado da sociedade, em Miami, da filha de Serra com a irmã de Daniel Dantas.

Veja aqui a prova da associação com documentos do Estado da Flórida, nos Estados Unidos.

O primeiro “plano de negócios” da empresa era assessorar licitações públicas.

Imagine, amigo navegante, assessorar concorrências !

A certa altura, em 2001, a empresa resolveu ser uma concorrente da Serasa.

Fez um acordo com o Banco do Brasil e através disso conseguiu abrir sigilos bancários.

O notável empreendimento de Miami conseguiu também a proeza de abrir e divulgar a lista negra do Banco Central.

O intrépido jornalismo da Folha (**) fez uma reportagem sobre o assunto, mas motivos que este ordinário blogueiro não consegue imaginar, omitiu o nome da empresa responsável pelo crime.

A Folha (**) abriu ela própria o sigilo de 700 autoridades que passaram cheques sem fundo.

O então presidente da Câmara Michel Temer oficial o Banco Central.

E, a partir daí, operou-se um tucânico abafa.

O Banco Central não fez nada.

A Polícia Federal não fez nada.

O Ministério da Fazenda não fez nada.

O Procurador Geral da República não fez nada.

Faltava pouco para a eleição presidencial de 2002, quando José Serra tomou a surra de 61% a 39%.

A filha dele largou a empresa, provavelmente em nome dos mais altos princípios da Moral.

Mino Carta tem a propriedade de publicar reportagens que equivalem a tiro de misericórdia.

Quando dirigia a revista Isto É, publicou a entrevista do motorista que implodiu o governo Collor.

Agora, ele e Leandro, processados por Gilmar Dantas (***), dão o tiro de misericórdia na hipocrisia dos tucanos paulistas.

A partir desta edição da CartaCapital, a expressão “violar o sigilo” passa a ser uma forma de ofensa à memória dos brasileiros.

Paulo Henrique Amorim

 

 

Colhido por    CabraL        ( o ObseVadoR )

 

 

.

SIGILOS ESQUECIDOS! ! !

.

 

 

Improbabilidade  Moral, e covarde.

Renegam com facilidade seus compromissos

Postura condenável  por exemplo   o caso do candidato a prefeito  que apresentou  a todos documento registrado em cartório garantindo sua permanência no cargo, traindo em seguida, isso demonstra  o desrespeito  às instituições que eles preconizam, ou inguinoram conforme suas necessidades lembrem-se  do caso dos 17 milhões contribuintes vendidos em camelos...

Agora,  imaginem uma pessoa candidatando-se a adotar uma CRIANÇA,  lutando por isso e demonstrando suas capacidades, desistindo depois de obter a guarda, alegando a necessidade de criar GATOS ou CACHORROS

 

 

Por CabraL    ( O ObserVadoR )

 

.

.

 

 

Lei sancionada imprime mais celeridade e economia à Justiça brasileira

Um Justiça mais rápida e menos burocrática será resultado do projeto de lei sancionado nesta quinta-feira (8/9) pelo presidente Lula, que muda a tramitação de um recurso judicial chamado “agravo de instrumento”. Assim, acredita o presidente, a Justiça brasileira poderá ser mais rápida e menos burocrática, contribuindo para desafogar o Poder Judiciário. “Significa celeridade processual, que pode chegar a uma abreviação entre seis meses e um ano do julgamento de um recurso, economia processual, e certamente melhorará cada vez mais a Justiça brasileira”, afirmou o ministro da Justiça, Luiz Paulo Teles Barreto.

Na prática, a nova lei agilizará os recursos nos tribunais superiores, reduzindo o número de processos, além de simplificar os mecanismos para interposição de recursos. “Ela permite que esses processos subam uma única vez a esses tribunais para que se tenha uma decisão definitiva sobre o caso. Hoje esses processos tramitam duas vezes nos tribunais superiores até que se tenha uma decisão definitiva”, explica o Secretário de Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça, Marivaldo de Castro Pereira.

Atualmente, uma pessoa que queira contestar, em tribunais superiores, uma decisão que lhe tenha sido desfavorável numa instância inferior manda o agravo (recurso) junto com uma cópia do processo para análise pelo tribunal superior. Caso essa corte aceite o recurso, a pessoa terá então que enviar o processo original para exame pelo tribunal a que recorreu. Ou seja: na prática, uma mesma ação tramita duas vezes na mesma corte – como cópia e no original.

A nova lei acaba com a dupla tramitação, ao determinar que, quando uma pessoa quiser contestar uma decisão num tribunal superior, ela mandará àquela corte o agravo e o processo original, de uma vez só. Não haverá mais cópia de processo. Assim, caso o tribunal superior aceite o recurso, terá condições de passar à análise imediata da decisão que a pessoa questiona. Até agora, ao concordar com um agravo, a corte tinha de esperar para receber os originais do processo.

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Cezar Peluso, aponta que além da celeridade, a nova lei resultará em economia para os cofres públicos. “Só para o Supremo Tribunal Federal representa a economia de alguns milhares de reais que seriam destinados ä confecção de um software para administrar o velho recurso dentro do processamento eletrônico que está sendo implantado no STF. Com a lei desapareceu essa necessidade. Além disso, significa uma economia no uso dos recursos humanos. Para o Supremo é uma economia extraordinária”.

DO BLOG DO PLANALTO

 

 

 

.

Ciclos de uma Vida.

.

 

 

Uma única gota no oceano causara mudanças microscópicas no volume na temperatura e correntes...    

Logo, um indivíduo que  corajosamente mude suas crenças, seu ponto de vista, inevitalvelmente ''resignificara''  a matriz do coletivo, - ''o sistema''.

Mesmo sendo o mais isolado dos indivíduos.

Por CabraL     (O ObseVadoR)

.

nasce + 1 brasileirinho

.

 

 

 

 

Nasceu, Gabriel, o primeiro neto da candidata à presidência da República, Dilma Rousseff.

 

 A filha de Dilma, Paula, estava no Hospital Moinhos de Vento desde a noite de quarta-feira e tinha cesariana marcada para as 6h.  

 

O Mensageiro Gabriel  Dara as boas vindas...

Tudo passa, De mais é só alegria o nascimento, a militância, as pesquisas...

Aproveito para parabenizá-los, e dar boas vindas a mais um  brasileirinho que agora nasce em um PAÍS  diverso de  riquezas com um povo feliz e que sabe o que quer.

 

Seja bem vindo.

 

 

 

 

Por CabraL

 

 

 

.

Dilema Anti-Lula

.

 

 

O dilema:

Responder às declarações do Presidente na TV e arriscar a ficar só com os 4% do eleitorado fanático anti-Lula?

O número de 4% parece absurdo, mas foi o que Quércia teve nas eleições presidenciais de 1994, também na condição de ex-governador de São Paulo na época, diante do plano Real.

Ou seria melhor "amarelar", perder esses 4% do eleitorado, e tentar segurar o restante, entre 15 e 20%?

O candidato a vice de José Serra (PSDB), Indio da Costa (DEMos/RJ), disse ser contra: "Não deve responder, porque Lula não é o candidato. No dia 1º ele vai para casa".

 

por CabraL

.

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



      PageRank